Registro da Rede Mística Feminina

PROTAGONISTAS DO SEU TEMPO,
MULHERES DAS CLASSES OPRIMIDAS
SE ORGANIZAM EM MOVIMENTOS
POPULARES
E LUTAM PELA DIGNIDADE DA VIDA.

SÃO ESPAÇOS DE RESISTÊNCIA E ESTÍMULO.
DE CELEBRAÇÃO DA FÉ
E AÇÃO TRANSFORMADORA.

MÍSTICA COMO ALIMENTO DA ESPERANÇA
EM UM MUNDO DIFERENTE,
DE UMA NOVA MULHER.

***

20 ANOS DE ENCONTROS DA REDE MÍSTICA
FEMININA DO MEIO POPULAR

ASSENTAMENTO FILHOS DE SEPÉ, MST
MUNICÍPIO DE VIAMÃO, JANEIRO DE 2007

***

Esse o texto de abertura do vídeo-documento (35 min.) realizado pela Catarse para as mulheres da Rede Mística. Um trabalho de reportagem descritiva, que acompanha cenas do encontro, num registro de sua memória.

A equipe de reportagem foi só de homens (André de Oliveira, Jefferson Pinheiro e Rafael Corrêa).

Com um orgulho enorme, podemos dizer que nos aproximamos da alegria de mulheres guerreiras, vibrantes, religiosas (no sentido da palavra de religação mística).

Nos encontramos com o futuro de dignidade. Mas há muita luta a fazer ainda. Elas fazem parte desse caminho. E nós da Catarse também somos frutos da Mística. Agradecemos por isso.

EXIBIÇÃO
No último sábado, 30 de junho, houve exibição do vídeo-documento na Terreira da Bia, na Ilha da Pintanda. Uma TV 20 polegadas e um aparelho de DVD substituíram as imagens religiosas de sempre, elas ficaram todas guardadas ao fundo da sala. E as pessoas ali presentes se viram protagonistas do vídeo delas.


Filmamos todo ritual de umbanda que ocorreu no Encontro e parte dele está presente no vídeo-documento. Recebemos os agradecimentos e agradecemos tudo que recebemos por poder trabalhar e dividir nosso trabalho com essa comunidade.

Logo em seguida, acompanhamos a imagem de Nossa Senhora sendo levada da Terreira, onde estava desde o encontro de janeiro, para o oratório da Ilha Grande. Nós chegamos de carro, mas a imagem de barco, pelas águas. Ali foi realizado cerimônia religiosa, num final de tarde frio e alaranjado da beira do rio.

FILME
Haverá ainda a realização de outro trabalho a partir desse registro. A Catarse está na etapa de montagem de um filme documentário que parte da mobilização da Rede Mística para falar do espírito do feminino nas lutas sociais, da sua religiosidade. Provavelmente um longa-metragem.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *