Catarse integra equipe que ganhou Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo

O documentário interativo Nação Palmares, produzido pela Agência Brasil e veiculado na internet em 20 de novembro do ano passado, ganhou na categoria internet, o Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos, o mais importante do jornalismo brasileiro.


A reportagem do Coletivo Catarse sobre o Quilombo Silva, primeiro quilombo urbano reconhecido no País, que fica em Porto Alegre, integra o trabalho. Foi produzida para o quadro Outro Olhar, da TV Brasil.

O projeto foi coordenado por André Deak:

“[…] é a primeira experiência no mundo de web-documentário interativo com hipervídeo, ou seja: um documentário o qual se pode interagir clicando na tela, durante a transmissão, e ter acesso a outros conteúdos, todos eles relacionados. Mas todos, também, ofertados sob demanda, caso o usuário prefira assistir somente trechos. Pode não ter ficado uma obra-prima, mas é uma colaboração nossa para as novas formas de narrar no jornalismo. Afinal, explorar novas linguagens também é um dos papéis de uma empresa pública, certo?”.

“Essa é a equipe que realizou o Nação Palmares. Trabalho árduo, esforço de integração de mídias, experimentações tecnológicas. Maior orgulho. Resultado não só do trabalho do pessoal aí embaixo, mas de todo mundo que trabalhou em nome do jornalismo público na Radiobrás.

André Deak, Juliana Nunes, Rodrigo Savazoni, Spensy Pimentel, André de Oliveira, Jefferson Pinheiro, Fausto José, Yasodara Cordova, Mario Marco, Robson Moura, Valter Campanato, Wilson Dias, José Cruz, Marcello Casal Jr.”

Rodrigo Savazoni, na época editor da Agência:

“Ponto final de uma trajetória [foi o último trabalho dessa equipe na Ag. Brasil], Nação Palmares também é marco zero de um modelo de fazer reportagem que eu continuarei a perseguir.

Nesta era em que vivemos, a informação crítica, contextualizada, radicalmente conectada com a realidade pode mudar muita coisa. No mínimo, pode impedir que a infâmia continue a se alastrar. E para dar conta de uma realidade complexa, eu chutaria que é preciso pensar sobre o que devemos falar (a pauta), com que valores (a ética), e em uma linguagem à altura do desafio (a estética).

Com Nação Palmares, apontamos um caminho. Espero que eles sejam muitos”.

MAIS:
O making of, num post que André Deak escreveu no ano passado.
O texto A Genealogia do Nação Palmares, do Rodrigo Savazoni, que conta o início, o fim e o meio do processo.

3 comentários em “Catarse integra equipe que ganhou Prêmio Vladimir Herzog de Jornalismo”

  1. Parabéns á todos da Catarse! Fico muito, mas muito feliz mesmo por esta grande conquista de todos. Todos sim. vocês pelo reconhecimento atingido. Os Quilombolas por vocês ajudarem a serem reconhecidos e nós leitores, por termos sempre na Catarse, algo interessante em todos os aspectos. Parabens mais uma vez. Isto sim é JORNALISMO feito por JORNALISTAS!*lembro-me que, sempre falei para o Jefferson, Themis e Guga, que este tipo de reconhecimento aconteceria!! Esta ai e tem muito mais por vir!Grande abraço do grande amigo e admirador, Jairo Kologeski.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *