Desmitificando a produção audiovisual

Na última sexta-feira (07/11) estivemos dando oficina de vídeo para uma gurizada da Vila Hípica, promovendo as atividades do Quilombo do Sopapo – ponto de cultura do Bairro Cristal.

Dividimos a galerinha em três grupos: um de mais velhos, um de meninas superpoderosas e outro de piazada do futebol. A Têmis, claro, ficou com as superpoderosas, eu, claro, com os guris projetos-de-craque da bola. O grupo mais fácil de se lidar, já trabalhando, inclusive, nas oficinas do ponto, ficou a cargo do amigo Ricardo.

Discutimos rapidamente nossa proposta, falamos cada um em seu grupo sobre como conduzir a produção de um filme seja com câmeras ou com telefones celulares e partimos para as filmagens. Do meu grupo, saíram pequenos fragmentos de uma partida de futebol. A galerinha participou ativamente, indo buscar os uniformes (o figurino!) e se “puxando” nas encenações. O resultado é este pequeno vídeo aqui:

Interessantíssimo como é importante trabalhar a desmitificação da produção audiovisual. Todos consomem televisão e a têm como um santo graal, intocável, construída por mágicos sobre-humanos. Quando se trabalha com as facilidades da tecnologia de hoje, demonstrando que as coisas são palpáveis e que é possível também produzir vídeos dali, daquela realidade própria, parece que novas portas se abrem nas visões de quem quer que se aproprie da técnica.

É assim que temos trabalhado nos mais variados cantos desta cidade. Desmistificando. E esperamos, agora, encontrá-los lá no Quilombo do Sopapo não só para videozinhos de futebol ou pequenos fragmentos de realidade momentâneas – como foi o enfoque dessa oficina -, mas para a construção teórica dessa desmistificação, para a seqüência do interesse na prática audiovisual como atividade transformadora, inclusive, de suas realidades.

*o Quilombo do Sopapo é projeto constituído pela OCIP Guayí, com apoio do Sintrajufe.
**a Catarse é parceira nas oficinas de vídeo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *