Entre os 20 projetos de mídia livre de alcance nacional

O Coletivo Catarse concorreu ao Prêmio Pontos de Mídia Livre, do Ministério da Cultura, com o projeto Teko Mbaraeté, uma proposta de documentário sobre a realidade das comunidades indígenas do povo guarani em sete estados brasileiros, a ser realizado em parceria entre o Coletivo e os guaranis. E quase ganhamos. Na categoria nacional foram 15 projetos selecionados. Ficamos em 19.

Sem dinheiro, não conseguiremos avançar com o projeto, que iniciou em 2007. Continuaremos tentando. O fato que comemoramos é o reconhecimento às ações de mídia livre que desenvolvemos desde 2004. Afinal, a proposta do documentário, que ainda será feito, foi classificada entre as 20 principais iniciativas de mídia livre de alcance nacional, entre centenas delas que concorreram.

O Prêmio foi lançado durante o Fórum Social Mundial, em Belém. Dentre as mais de 400 iniciativas inscritas, de todas as regiões brasileiras, foram selecionados 78 projetos: 15 na categoria Nacional/Regional e 63 na categoria Estadual/Local. As propostas contempladas receberão, respectivamente, prêmios de R$ 120 mil e R$ 40 mil, cada uma.

São R$ 4,3 milhões em recursos, apoiando iniciativas de comunicação livre existentes no país. E isso também comemoramos, porque mesmo sem a verba para tocar o Teko Mbaraeté, entre tantos outros projetos importantes que desenvolvemos na Catarse, esta é a primeira vez que se institui um prêmio pra ajudar a financiar a mídia livre, que sempre trabalhou no peito e na raça para poder levar à população informações alternativas às de mercado, notícias não viciadas por interesses comerciais.

É papel do Estado Brasileiro fomentar o jornalismo independente e público. Principalmente quando este é em grande parte responsável por manter a imprensa corporativa, que não dá conta de reportar toda a verdade sobre os fatos que vivemos.

Para conhecer as ações da mídia livre classificadas no Prêmio, acesse aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *