O futuro pertence à juventude popular!

O projeto do capitalismo no Brasil é um projeto de morte. Morte dos sonhos, da dignidade, do futuro e da vida da juventude. Sozinhos não nos resta outro caminho senão a morte. Só um projeto de vida pode enfrentar o destino que a burguesia quer nos impor. Esse projeto de vida é de todo o povo brasileiro: um Projeto Popular para o Brasil.

Nos dias 9, 10 e 11 de julho de 2010 a juventude do Rio Grande do Sul ousou mais uma vez enfrentar os desafios colocados para a nossa geração. Num ano em que a burguesia só pensa na Copa e nas eleições, os mais de 400 jovens reunidos na Assembléia Popular da Juventude, em Santa Maria, mostraram que a unidade e a luta são a única forma de conquistar a liberdade.


O primeiro ato de rebeldia da juventude numa sociedade individualista é conviver em coletivo. Daí surge a experiência, a força para lutar e a dignidade. Jamais andaremos de cabeça baixa enquanto estivermos unidos.

Assim foi esse final de semana: 3 dias de convívio em espaços de organização, mística, formação, oficinas práticas, música, alegria e rebeldia. Jovens de diferentes movimentos sociais, grupos de Hip Hop, violeiros, grafiteiros de diversas cidades enxergaram-se como parte de um mesmo povo. Nesse grande encontro contamos ainda com a presença de companheiras que constroem a Assembléia Popular em Minas Gerais, conhecendo essa experiência de organização em outra região do Brasil.


Nesse processo, aprendemos que a luta é como uma semente plantada na nossa alma e na nossa história, que agora começa a brotar.

No Acampamento da Juventude Campo e Cidade, em janeiro, o nosso grande desafio era conseguirmos nos ver como jovens que defendem um mesmo projeto de futuro. O levante da juventude na defesa do meio ambiente e contra a venda do Morro Santa Teresa foi um dos frutos do Acampamento de janeiro. No primeiro semestre desse ano a juventude da Via Campesina também realizou mobilizações pelo interior do estado. Multiplicaram-se e cresceram as células de jovens em diversas cidades do estado para construir o Projeto Popular.


Agora constituímos a Assembleia Popular da Juventude do Rio Grande do Sul. Para isso fomos desafiados a superar identidades mais restritas e nos colocar à altura da nossa identificação com todo o povo, em todos os lugares onde está.

Daqui pra frente, o novo desafio será constituir as Assembléias Populares em todas as regiões e cidades: entre a vizinhança, no bairro, na escola, no assentamento, discutindo as pautas locais de luta e adquirindo nova energia; formar multiplicadores em cada lugar e constituir cursos para formar a nova geração de lutadores. Com certeza contaremos com muitas mãos para essa grande obra.

De passo em passo seguimos esse longo caminho. De cabeça erguida olhamos para o horizonte na certeza de que o futuro pertence à juventude popular!

Por Levante Popular da Juventude. Acesse o blog aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *