O pedaço de verdade que o espelho me mostra já não vale

O pedaço de verdade que o espelho me mostra já não vale.

Eu me rasgo, transbordo, me desmancho. Cadê eu na carne? Cadê eu no reflexo? Cadê eu na imagem que eu tinha de mim?

Me engulo de novo. Me enxergo por dentro. Como as minhas formas pra digerir um existir novo.

O que querem do meu corpo? O que eu quero? O que eu posso?

Video e texto de Thais Fernandes para o projeto Não-eu: a busca incessante do performer por si mesmo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *