Zero Hora está com a Reitoria da PUCRS e o MP, conivente com máfia no DCE

Quando estudamos na PUC, muitos de nós hoje na Catarse, acompanhamos de perto as eleições fraudadas para o DCE ano após ano. Se sabia das eleições no dia em que aconteceriam, ou depois que já havia sido feita quase sob sigilo, para se perpetuarem na direção meia dúzia de estudantes corruptos e que nunca fizeram absolutamente nada pelos estudantes da universidade. Parece que isso sempre foi interessante à direção da PUC, porque sabia das denúnicias de irregularidades e se omitia. A mídia corporativa sempre tratou como uma desavença entre estudantes. Talvez nunca tenha feito uma reportagem séria sobre o assunto. Também não é de seu interesse. Já se passaram 10 anos desde que saímos de lá, mas sobre isso nada mudou:

publicado no site do Jornalismo B:

*NOTA DOS BLOGUEIROS DE ESQUERDA (EBLOG) EM APOIO AOS ESTUDANTES DA PUCRS

O grupo dos Eblog – Blogueiros de Esquerda – apoia os estudantes combativos da PUCRS e repudia veementemente as agressões desferidas pelo Diretório Central de Estudantes (DCE) dessa universidade há mais de 20 anos. As agressões – físicas ou não – se repetem ano após ano, a cada eleição fraudada, ameaça ou via de fato, e a Reitoria da PUCRS, vergonhosamente, se omite, assim como o Ministério Público, deixando à própria sorte milhares de estudantes de uma das universidades mais importantes do país, mas que não consegue sequer garantir aos próprios alunos a segurança e o direito à democracia interna. Dessa forma, repudiamos não apenas as ações do DCE, mas as omissões dos diversos órgãos que deveriam proteger a liberdade dos estudantes contra uma máfia instalada desde a década de 1990. Ao mesmo tempo, manifestamos nosso apoio e solidariedade não apenas aos estudantes da PUCRS envolvidos nos recentes protestos, mas a todos os agentes e entidades sociais presentes nessa importante luta democrática, e os convidamos a usar nossos espaços da mídia independente e popular para publicizar e defender suas demandas.

Eblog – Blogueiros de Esquerda

Alexandre Haubrich – www.jornalismob.wordpress.com
Lucas Morais – www.diarioliberdade.org
Thiago Miranda dos Santos Moreira – www.ruminantia.wordpress.com
Luka – www.bdbrasil.org
Renata Lins – www.chopinhofeminino.blogspot.com
Gilson Moura Henrique Junior – www.tranversaldotempo.blogspot.com
André Raboni – www.acertodecontas.blog.br
Rodrigo Cardia – www.caouivador.wordpress.com
Niara de Oliveira – www.pimentacomlimao.wordpress.com
Mayara Melo – www.mayroses.wordpress.com

***

Há 20 anos o DCE da PUCRS é comandado pelo mesmo grupo, os indícios de fraudes nas eleições são gritantes, a cada pleito se repetem ameaças a estudantes, e já há até denúncias de lavagem de dinheiro e de envolvimento da “máfia do DCE” em uma execução. Em todo esse tempo, o grupo que controla as comunicações no Rio Grande do Sul esteve calado. Na noite da última segunda-feira, durante protestos contra o DCE que vinham acontecendo há uma semana, integrantes do Diretório agrediram fisicamente duas garotas, sob o olhar dos seguranças da universidade. Então, nesta terça, Zero Hora resolveu publicar uma matéria sobre o assunto. Mas continuou calada.

Desde a chamada na capa já começam as distorções sobre o que ocorreu – e está amplamente divulgado em diversos blogs, perfis no Twitter e no Facebook e até vídeos postados no Youtube. “BM contém novo confronto entre estudantes na PUC” é a chamada, com a linha de apoio falando em “briga entre alunos contrários e favoráveis à direção do DCE”. O foco não poderia ser a BM, mas as agressões. Não houve “confronto entre estudantes”, como se estivessem todos no mesmo nível, o que houve foram agressões de integrantes de um grupo que controla o DCE há 20 anos a estudantes. E não eram “contrários e favoráveis à direção do DCE”, era a própria direção do DCE agredindo estudantes favoráveis a eleições livres.

Na página 35, novamente o título foca na ação da BM e fala em “briga de estudantes”, quase como se fosse um empurra-empurra na hora do recreio em uma escola de Ensino Fundamental. Não é. Logo no primeiro parágrafo, “disputa estudantil que se arrasta desde a semana passada”. Não. Se arrasta há 20 anos, ainda que Zero Hora venha ignorando o tema desde sempre. Depois, “No cerne do conflito (…) estaria a eleição para definir os representantes para um congresso da UNE, em Goiânia”. Ainda que esse tenha sido o estopim, “no cerne do conflito” está o mar de lama onde nada o DCE da PUCRS, com a conivência da universidade e do Ministério Público.

O texto principal tem cinco parágrafos que não dizem nada sobre a realidade do DCE da PUCRS. No canto, há ainda um quadro “Entenda o caso”, que não explica nada. Entre o texto principal e o tal quadro, uma retranca: “Protestos já causaram até bloqueio de avenida”, se escandaliza Zero Hora tentando escandalizar o leitor e colocá-lo contra mais um protesto desses baderneiros que trancam o trânsito.

Por outro lado, o site do Correio do Povo colocava no ar já ontem à noite depoimentos de uma das garotas agredidas dentro das dependências da PUCRS e de um membro da diretoria do DCE.

* Mais informações no blog do Movimento 89 de Junho, que coordena os protestos por liberdade e democracia no DCE da PUCRS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: