O que pensa “um velho negro imigrante das Índias Ocidentais”, sobre os acontecimentos na periferia de Londres

Na sexta-feira passada publicamos aqui um vídeo com uma entrevista contundente dada pelo sociólogo e editor do Le Monde Diplomatique Brasil, Silvio Caccia Bava, a Globo News, fazendo uma análise da condição em que vivem os jovens que protestam na Inglaterra.

Hoje, a entrevista é com Mr. Dowe, um “velho negro imigrante das Índias Ocidentais”, como ele se defini ao pedir respeito à repórter da BBC, de Londres. Ele fala indignado sobre o tratamento dado pela polícia aos jovens dos bairros pobres e pensa que o que houve foi uma insurreição popular. O vídeo também traz uma breve análise feita no estúdio da TV Cultura por pessoas que debatem os motivos de um fato semelhante ainda não ter acontecido no Brasil:

Os saqueadores do dia contra os saqueadores da noite é um texto de Naomi Klein sobre o tema, publicado no jornal The Nation e na Agência Carta Maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O que pensa “um velho negro imigrante das Índias Ocidentais”, sobre os acontecimentos na periferia de Londres

Na sexta-feira passada publicamos aqui um vídeo com uma entrevista contundente dada pelo sociólogo e editor do Le Monde Diplomatique Brasil, Silvio Caccia Bava, a Globo News, fazendo uma análise da condição em que vivem os jovens que protestam na Inglaterra.

Hoje, a entrevista é com Mr. Dowe, um “velho negro imigrante das Índias Ocidentais”, como ele se defini ao pedir respeito à repórter da BBC, de Londres. Ele fala indignado sobre o tratamento dado pela polícia aos jovens dos bairros pobres e pensa que o que houve foi uma insurreição popular. O vídeo também traz uma breve análise feita no estúdio da TV Cultura por pessoas que debatem os motivos de um fato semelhante ainda não ter acontecido no Brasil:

Os saqueadores do dia contra os saqueadores da noite é um texto de Naomi Klein sobre o tema, publicado no jornal The Nation e na Agência Carta Maior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *