Festa da Biodiversidade

Onde aperta o sapato?
A Série “Onde Aperta o Sapato?” é uma iniciativa dos coletivos que organizam a feSta da BIOdiveRSidade 2012. A série, que é produzida pelo Coletivo Catarse, tem o objetivo de apresentar os biodiversos coletivos e suas lutas políticas, suas propostas e mostrar como compreendem o processo de organização chamado FeSta da BIOdiveRSidade, organizado em Porto Alegre desde 2007.


Leandro Anton, do Ponto de Cultura Quilombo do Sopapo (no Bairro Cristal) e Comitê Popular da Copa Porto Alegre, nos fala da luta de resistência de comunidades populares contra o poder público e os interesses de especulação imobiliária, que se escondem por detrás da Copa do Mundo em Porto Alegre para realização de um processo de limpeza social. Assista Chave por Chave
Fernando Campos Costa, dos Amigos da Terra Brasil e da equipe CaSatiRRa conta sobre as falsas soluções propostas pelo capitalismo, tentando imprimir uma forma única de ser. A Rio+20 que se aproxima, como uma dessas falsas soluções, que não irá debater as reais causas estruturais da crise ambiental. Assista As falsas soluções
Clara Freund, da Senda Viva, fala sobre o caminho de um grupo de arquitetos que busca construir de uma forma diferente. Fala da apropriação dos espaços públicos e da importância da biodiversidade. Veja em construindo as cidades
Cláudia Rocha, da Comunidade Morada da Paz, de Triunfo/RS conta sobre a comunidade Morada da Paz e seu entendimento da biodiversidade enquanto rede, e da importância de cuidar! Assista cuidar das pessoas
Vicente Medaglia, do Ingá, Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais, nos fala da biodiversidade contrapondo-se a mono-cultura, enquanto caminho único proposto pelo capital. Manifestemos nossas diversas formas de mundo! Venha para a biodiversidade! a mono-cultura de pensamento
Mateus Raymundo, do Ingá, Instituto Gaúcho de Estudos Ambientais convida a prestigiar as trocas, vivências e a biodiversidade de formas de expressão no dia 24 de maio, no Largo Glênio Peres. Assista venha para biodiversidade
Briza Brizola fala sobre a ação do Levanta Favela e a dificuldade de fazer teatro de rua em uma cidade onde os espaços públicos estão sendo privatizados. Rua é um espaço de autodeterminação! Viva o teatro da vida e da biodiversidade! a privatização da cidade

E onde aperta o SEU sapato????

venha para o Largo no dia 24 de maio, festejar a luta pela BIOdiveRSidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *