Brigada confronta com bombas de gás indígenas e quilombolas

Na última sexta feira, dia 30, em frente ao Palácio Piratini, sede do governo do RS, indígenas e quilombolas se reuniram para cobrar respostas do governador Tarso Genro às suas reivindicações apresentadas há 90 dias. O compromisso foi assumido juntamente com o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, que fixou prazo. O governador Tarso Genro não estava, mas a Brigada Militar os recebeu com violência. A ação militar utilizou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha, resultando em vários indígenas feridos, inclusive crianças e mulheres, que passaram mal e tiveram que ser atendidas em hospitais. Depois disso, o governo agendou uma reunião com as lideranças do movimento para a próxima quarta-feira, 4 de setembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *