Comunidades contra a Mina Guaíba

Em Eldorado do Sul, moradores do condomínio Guaíba City e do Assentamento Apolônio de Carvalho, comunidades vizinhas ao empreendimento, denunciam os impactos da Mina Guaíba. Nesta quinta feira (27/06) acontece a audiência pública do projeto no ginásio da Escola Municipal de Ensino Fundamental David Riegel Neto, na Av. Emancipação, 664 – Centro, Eldorado do Sul. 

Enquanto a empresa Copelmi anuncia um projeto “moderno e sustentável”, os vizinhos do empreendimento denunciam os riscos ambientais e sociais da mineração de carvão para suas comunidades e para toda a população da grande Porto Alegre.

No Guaíba City, um condomínio de sítios, aposentados defendem uma forma de viver em paz e em contato com a natureza. Já no Apolônio de Carvalho- assentamento do MST que possui a segunda maior produção de arroz orgânico da América Latina- agricultores lutam pelo direito de produzir alimentos sem veneno.

Nesta semana, as duas comunidades e diversos movimentos sociais de Porto Alegre se mobilizam para a audiência pública sobre o projeto, em Eldorado do Sul. A participação na audiência tem como objetivo mostrar para as autoridades e órgãos licenciadores que a sociedade é contra o projeto e evitar que seja concedida a Licença Prévia.

Um comentário em “Comunidades contra a Mina Guaíba”

  1. Sou totalmente contra a mineração de carvão no RS . É um ataque à saúde de todos nós em previlégio de alguns que não querem fazer dano ambiental em seus próprios países. Fora! NÃO A MINERAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *