Heavy Hour 45 – 25.06.19 – Ocupar e resistir! Ocupação não é invasão e é um direito constitucional

Por mais que não pareça haver mais regra nenhuma neste país, que a lei não valha para todos, mas apenas para aqueles que os poderosos querem penalizar, ainda há que se resistir e lutar. Nessa inglória jornada estão pessoas como a advogada Clarice Zanini, que retorna ao programa, uma representante da Associação de Juristas Pela Democracia na tentativa de usar sua profissão para que a Constituição seja cumprida; Constituição esta, carta magna da República, que permite ocupações em imóveis que não cumpram sua função social, que estão abandonados, ociosos – um grito que muitas vezes saiu da boca de pessoas como Cláudia Fávaro, arquiteta e urbanista, lutadora das causas sociais no campo e na cidade; e das duas que representam a Ocupação Baronesa, recentemente despejada em Porto Alegre, Alice Martins e Lara Werner, que nos contam entre outras questões do porquê ocupar é um ato de cidadania. Por aúdio, a arquiteta Karla Moroso, um sobrenome interessante, pois seu significado é antítese ao seu trabalho de arquiteta preocupada com as questões relacionadas com a cidade, ela expõe em números e nos contextualiza ao início a situação atual de moradia em Porto Alegre e no estado.

Setlist:
Adoniran Barbosa – Saudosa Maloca
Ernani Cousandier – O Boçal
Flávio Venturini – Clube da Esquina 2
Confeitaria Brasil – A Pedrada
Bezerra da Silva – Defunto Caguete
Slash e Miles Kennedy – Civil War

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *