Pesquisadores expõe graves falhas no projeto Mina Guaíba

O ano está prestes a encerrar, mas a luta contra a mineração não. O Comitê de Combate à Megamineração no Rio Grande do Sul (CCMRS), coletivo que congrega mais de 120 entidades dos mais variados campos, lança na terça-feira, 10 de dezembro (dia internacional do direitos humanos), o primeiro volume do dossiê Painel de Especialistas – Análise Crítica do Estudo de Impacto Ambiental da Mina Guaíba. O evento ocorre às 18h30min, no Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas da Ufrgs.

A publicação reúne em mais de 200 páginas estudos de 37 pesquisadores de diversas instituições de ensino e pesquisa do Estado de áreas como Biologia, Saúde, Economia, Geologia, Sociologia, entre outras. O material terá um número limitado de exemplares físicos, mas estará disponível para download na Internet.

Os textos contrapõem com dados científicos diversos pontos do Estudo de Impacto Ambiental e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) apresentados pela empresa Copelmi Mineração, expondo falhas, omissões e lacunas nos resultados divulgados e comprovando a impossibilidade da instalação da maior mina de carvão a céu aberto do Brasil ao lado da Região Metropolitana de Porto Alegre.

Desde 2014, a empresa busca uma licença prévia de operação junto à Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luiz Roessler (Fepam) para escavar carvão, areia e cascalho em uma área de 4,5 mil hectares, equivalente a cerca de 120 vezes o Parque da Redenção, em uma área localizada entre Eldorado do Sul e Charqueadas.

A iniciativa gaúcha teve como inspiração o documento “Painel de Especialistas: Análise Crítica do Estudo de Impacto Ambiental do Aproveitamento Hidrelétrico de Belo Monte”, lançado em 2009 e que alertou sobre os sérios impactos da usina hidrelétrica, inaugurada em 2016 em Altamira, no Pará, contra a vontade da população, desalojando milhares de pessoas e que continua afetando seriamente o rio Xingu e toda biodiversidade local.

O CCMRS conta, em seu corpo técnico, com mais de 50 profissionais, entre professores, mestres, doutores e pós-doutores. Novos volumes envolvendo mais estudos e também outros projetos que ameaçam o interior do Estado estão sendo preparados. São mais de 5 mil requerimentos protocolados para pesquisa mineral no RS e quatro grandes projetos em fase de licenciamento.

Serviço
O que: Lançamento da publicação Painel de Especialistas – Análise Crítica do Estudo de Impacto Ambiental da Mina Guaíba
Quando: 10 de dezembro
Horário: 18h30min
Local: Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas da Ufrgs – Av. João Pessoa, 52, Centro Histórico, Porto Alegre
Acesso gratuito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: