GreNAL da morte: 90 minutos, 80 mil mortes

Por Coluna Vermelha.

Primeiramente, nós somos Internacional. Antes de qualquer escolha, nascemos colorados e coloradas. Quando a camisa rubra entra em campo, sempre queremos a vitória, principalmente se for em um greNAL. Nunca negamos ser clubistas. Feita a ponderação, vamos ao tema da semana: o absurdo retorno do futebol e o greNAL da morte. Sim, não tem como não denominar esse greNAL de outra forma.

O clássico está confirmado mesmo com o contágio e o número de mortos por Covid-19 em crescimento, o que confirma que ainda não chegamos no pico da doença. Nenhum outro lugar do mundo que teve o futebol suspenso voltou antes do pico, só após a queda acentuada do contágio e do número de mortos. Somente no país governado por um louco que brinca de Rei Leão com uma caixa de cloroquina isso acontece. Aliás, o Bolsonaro usa o futebol como um instrumento populista para garantir uma base de apoio. O uso patético de diversas camisas de clubes do Brasil exemplifica.

Então, não tem justificativa para o retorno do futebol a não ser por interesses econômicos ou políticos. A campanha imoral do Grupo RBS é para deixar qualquer um com o estômago embrulhado. O narrador folclórico Pedro Ernesto Denardin em todas as suas aparições não deixou de defender os interesses do patrão e suplicou para o retorno do futebol no meio da maior PANDEMIA dos últimos 100 anos. Falando na grande mídia burguesa, Tulio Milman, burguês safado, defende seu presidente, seu governador e seu prefeito com a falácia de que o único culpado de tudo isso é o vírus. Como assim, cara pálida?

Onde houve uma política integrada e honesta contra o Corona, o retorno das atividades começou com segurança e sem questionamentos.

O prefeito Marchezan, em um ato contraditório, libera shows em estacionamentos, treinos com contato e diversas atividades não essenciais, mas não autoriza a realização da partida no Beira-Rio. Está tudo tão errado que até quando alguém acerta, erra.

Falando em contradição, o Bra-Pel teve a partida suspensa porque um jogador do Pelotas foi identificado com Covid-19. Está certo. A grande pergunta é: por que o greNAL também não foi suspenso, já que foi identificado um novo caso de Corona no grêmio na véspera do jogo? A pouco, tivemos a confirmação de um jogador do Inter também diagnosticado com o Covid-19.

Para concluir, somos torcedores, mas também somos cidadãos preocupados com o próximo. Nós acreditamos que a vida é mais importante que os interesses políticos e econômicos da burguesia.

Cartum de Rafael Corrêa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: