Passa uma passarinhada {Beija-flor}

Talvez uma atitude que possamos tomar para não enlouquecer, quando tudo em volta parece ruir, é observar.

Pode ser observar simplesmente como a vida acontece – mesmo quando não fazemos nada; pode ser um ouvido atento para o silêncio ou até aquele ruído que vem bem de longe. A vida acontece mesmo quando não podemos ver.

O que me acalma e conforta é perceber que, entre tantas barbáries que testemunhamos enquanto seres humanos, os pássaros continuam sendo pássaros. Seguem procurando comida, fazendo ninhos, chocando ovos e até brincando no céu. E, para quem tem a paciência de observá-los, se pode ver que fazem isso com toda a graça que, nós, animais brutos, estamos longe de alcançar.

E eu cansei de mantê-los engaiolados no meu computador. Então irei compartilhar semanalmente imagens que venho colecionando ao longo de muitos anos. Para esta estreia, este pássaro tão poderoso quanto seu minúsculo tamanho: o beija-flor.

É um ser mítico na cosmovisão Guarani, é o guia dos caminhos espirituais. São eles quem têm a vibração mais alta e suave da natureza. As únicas aves que voam em qualquer direção. Devido à rapidez com que batem as asas, parecem imóveis no ar. O beija-flor nos estimula a encontrar a doçura e a alegria de cada situação. Se o beija-flor tem voado na sua visão, prepare-se para rir musicalmente e apreciar muitos presentes da vida. Mensageiro do mundo espiritual, da cura, claridade, graça, sorte, suavidade, alegria e entusiasmo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Têmis Nicolaidis. “O olhar curioso de uma observadora de pássaros. Siga no instagram: passa.uma.passarinhada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: