#107 – Espaço Griô – Paulo Dionísio: Dreadlocks contra a Babilônia!

O convidado desta semana é Paulo Dionísio, músico, compositor, vocalista da Produto Nacional, que, em mais um Espaço Griô, conta parte de sua história e ajuda a equipe do Heavy Hour na tarefa de jogar luz nos mecanismos de poder da mídia cultural. Com uma trajetória que vem desde os anos 80, Dionísio nos traz o açoite das tranças horrendas contra a Babilônia, que a tudo tenta engolir. Das rodas de cerveja e música à descoberta do Reggae como linguagem universal, a formação da Produto Nacional (maior banda de reggae do Sul do Brasil!), a tomada de consciência, a mescla de estilos, o alerta a oprimidos e opressores, o artista que não se conforma e canta a esperança, a negritude, a sua voz como uma bazuca contra o sistema. Paulo, tal o deus romano da natureza e da alegria, nos embebeda com o vinho de sua música (na verdade foi com cachaça @cana_caipora) e transforma o Heavy em Reggae no Estúdio Monstro, mantendo o peso com suas ideias e melodias. Salve Marley, salve Tosch, salve Yuka, salve Paulo Dionísio!

Setlist:
Produto Nacional – Esperança
Paulo Dionísio – Dreadlock
Paulo Dionísio – Não vou me conformar
Produto Nacional – Negritude Gato
Produto Nacional – Yuka Basuca
Produto Nacional – Oprimidos e Opressores
Produto Nacional – Reggae Paradise
Produto Nacional – Não dá nada

2 comentários em “#107 – Espaço Griô – Paulo Dionísio: Dreadlocks contra a Babilônia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: