Você já assistiu a O Grande Tambor?

Mais um filme que conta outra história. Mais uma obra que se opõe ao ideário infame Farroupilha. “Comemore” o 20 de Setembro conhecendo este grande tambor que é o Tambor de Sopapo, um dos avatares da trajetória do povo negro no Rio Grande do Sul. Este documentário é uma jornada que se inicia na contemporaneidade das manifestações culturais do Carnaval e vai até as entranhas dos significados ancestrais que construíram a riqueza deste estado.

Sinopse:
O filme narra a trajetória do Tambor de Sopapo, que carrega a história da diáspora africana no Rio Grande do Sul. Sua matriz vem pelas mãos e mentes dos africanos escravizados para a região das charqueadas, ao extremo sul do Brasil. É considerado sagrado, retumbando o som por séculos de um purificar religioso para os rituais de matança – realidade presente nas propriedades que produziam o charque entre os séculos XVIII e XIX. A partir da década de 1950, inicia seu caminho no carnaval, quando surgiram as primeiras escolas de samba no estado. O Grande Tambor conta uma parte da história sobre a contribuição dos afrodescendentes na formação simbólica e cultural do povo do Rio Grande do Sul. Sobreviveu pelas mãos de Mestre Baptista, Griô, que preservou a memória e a arte da fabricação de um instrumento de som grave e marcante e que hoje é patrimônio brasileiro.

Acesse o site do projeto, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: