#115 – Projeto necropolítico para educacão pública

A necropolítica neoliberal se espalha por todos os meandros da sociedade. Na educação, dá as caras em sucessivos governos e, como já disse o Mestre Darcy Ribeiro, sua crise é um projeto. Para denunciar os abusos, conclamar as lutas e desvelar os mecanismos de controle que vivenciamos no dia a dia, o Heavy Hour conta com dois filósofos e artistas: Renato Levin Borges, professor da rede pública municipal de Porto Alegre e guitarrista/vocalista da Estive Raivoso, e Diorge, da Resistência Popular Sindical, baixista da banda Tarja Preta, direto de Santa Maria.

A volta às aulas durante a pandemia, as aulas remotas, plataformas de ensino, salários parcelados, os negócios escusos de gestores que não conhecem as realidades do povo em suas cidades. Esses e outros assuntos foram abordados entre os tradicionais petardos musicais do HH, dessa vez inaugurando um novo processo: a participação dos apoiadores do Coletivo Catarse na escolha de músicas que tocam no programa – neste, inclusive, o setlist não foi um samba de uma nota só, parecendo bem eclético! Logo mais a gente vai contar com a participação do pessoal que nos ajuda a manter o trabalho na concretização de uma ideia de comunicação comunitária, construindo pautas e participando ativamente dos ideiais do Coletivo Catarse.

Quer saber como pode apoiar e participar do nosso trabalho? Entra no link e escolha uma forma de apoio: https://apoia.se/coletivocatarse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: