Nos ombros da vítima

por Daiane Cardoso

Estamos todas sentidas por Mariana Ferrer, pois é mais um caso repugnante de injustiça e de culpa nos ombros da vítima. Mari e sua família estão definhando, algo bem visível. Mas não há nada de novo sob a bandeira verde, amarela e azul, com os dizeres ordem e progresso e onde sempre assistimos desordem e retrocesso. Ser humilhada, oprimida, envergonhada por quem deveria te defender é o normal vivido pelas mulheres brasileiras. Daí, nestes momentos, em que também peço justiça pela Mariana Ferrer, me vem todos os casos que não são nem julgados.

A gente recebe diariamente estes tapas na cara. Ser mulher não é ser bolinho e só quem já sofreu a humilhação e o medo da morte de um estupro sabe. Mas para além do caso mal julgado da Mari, há centenas de casos que nem foram julgados. Quer dizer, enquanto a condenação dos estupradores não vem, vem a sentença de puta, bêbada, por que você estava lá? Pra todas nós que somos mulheres e sofremos abusos e humilhações desde a infância. A gente tem que aprender a se preservar e esconder nossa beleza desde a infância, pois um pai, padrasto, amigo da família e depois nossos amigos ou “companheiros” podem nos compreender mal. Isso não é o retrocesso, é a ordem e com sucesso de afogar nossa alma e nosso espírito.

Depois nos cobram voz, a voz que ninguém nunca escuta mesmo quando tu grita. E ora, a porra da virgindade da Mari foi questionada. De uma menina que chegou em casa sangrando e sem entender nada, que a mãe se assustou e teve que dar banho. Quando uma mulher é estuprada não é só o corpo, é um pouco da voz e do espírito que roubam da gente. E depois esperam que a gente grite ou faça algo, mas como se ninguém ouve? Todos tampam os ouvidos.

Olha, eu nem sei mais o que dizer, mas tenho certeza que muitas meninas já se sentiram assim e elas são tuas amigas, irmãs, mães. A gente tá em todo o lugar e a justiça nunca está com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: