#120 – Ressaca eleitoral racista

Seguimos a conversa com Lilian Rocha, José Falero e Marcelo Martins no primeiro programa depois do segundo turno das eleições municipais. Encerramos mais um novembro em que a carne mais barata do mercado segue sendo a carne negra.

Desconcertados com as fantasias que levam os cidadãos de bem a combater o comunismo nas urnas – como a mamadeira de piroca nas escolas e creches – os escritores alertam para uma realidade distópica: a esquerda tremendo nas bases enquanto a direita avança na pregação do extermínio.

Ao som de Nina Simone e Lee Perry, somos instigados pelos convidados a pensar em como a esquerda branca contribuiu com isso? Onde está o trabalho de base nos bairros centrais, de classe média, que novamente se mostraram redutos de ignorância e preconceito? A negritude segue a luta diária, mas… E a branquitude?! Consegue ser antirracista mesmo?

Curte o Heavy Hour e outros conteúdos do Coletivo Catarse? Contribua com a campanha no https://apoia.se/coletivocatarse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: