1000 dias do assassinato de Marielle e Anderson

*retirado do Face de Eliane Brum.

Diversos movimentos sociais, coletivos, organizações não-governamentais, o partido de Marielle (PSOL), demais partidos progressistas e ativistas do mundo inteiro se organizaram em ações nas ruas e nas redes para pedir respostas e renovar a luta por justiça para Marielle Franco e Anderson Gomes nesta terça, 8 de dezembro de 2020, data em que a execução da vereadora e do trabalhador completa 1000 dias sem solução.

Respondendo ao chamado, em várias cidade do país, na manhã desta terça-feira, 8 de dezembro, centenas de pessoas estão se organizando para realizar ações descentralizadas e simbólicas nas ruas, praças e janelas. Faixas, cartazes, intervenções e performances lembram o absurdo dos 1000 dias sem respostas. O Amanhecer por Marielle acontece a partir da alvorada desta terça, 8, expondo a necessidade imediata de respostas e exaltando o legado de Marielle. No final do dia, um jogral virtual convida todas e todos à leitura de um manifesto ao vivo em suas redes sociais e a gritar por Marielle em suas janelas. Parlamentares do partido no Rio de Janeiro realizam coletiva de imprensa no início da tarde.

Confira e participe da programação:
#AmanhecerPorMarielle | O dia tem início com o “Amanhecer por Marielle”, ação na qual as pessoas são incentivadas a se manifestar nas ruas com intervenções, cartazes e outros gestos que lembrem nossa companheira, seu assassinato e a falta de respostas.
Quando: a partir do nascer do sol em 8 de dezembro
Onde: ruas, praças, transporte público e redes
Como: https://bit.ly/amanhecerpormarielle2020
Para inscrever ação: https://forms.gle/7KdkYrnPHeXdneeM9
Materiais digitais para impressão e/ou divulgação nas redes:
https://bit.ly/MilDiasSemMarielle_Material

#1000DiasSemRespostas | Às 8h, Anistia Internacional e Instituto Marielle realizam ações nas ruas e nas redes sociais, com a hashtag #1000DiasSemRespostas. O “alarmaço” quer despertar logo cedo a atenção para as perguntas “Quem mandou matar Marielle? E por quê?”. Leia o release: https://bit.ly/3qyXpyw

#1000DiasSemMarielle | Às 10h, estreia nas redes sociais um vídeo do PSOL em homenagem à Marielle e tem início o Twitaço #1000DiasSemMarielle

#1000DiasSemJustiça | Na parte da tarde, parlamentares do PSOL nas diversas casas legislativas se pronunciam sobre a data em plenário e exigem respostas sobre as investigações.

#QuemMandouMatarMarielle | No final da tarde e início da noite, figuras públicas e personalidades debatem os 1000 dias sem respostas em lives no Instagram e no Facebook. Debatem também o legado de Marielle e o brotar de suas sementes nas lutas e no cotidiano da mulher, do LGBT, do morador de favela e de negras e negros.

#MariellePresente | o Jogral Virtual por Marielle acontece a partir das 21h30, horário em que a vida de Marielle foi interrompida em 14 de março de 2018. Buscando simular o efeito de um jogral, em que um fala e todos repetem, amplificando o alcance das palavras, convidamos a todas a todos a ao vivo em seus perfis nas redes sociais (Facebook/ Instagram), para repetir o mesmo texto. Desta forma, a mensagem e grito ecoarão mais longe! Poste o vídeo nas redes e compartilhe em seu ZAP. Leia o texto do jogral: https://bit.ly/jogralpormarielle

#JustiçaPorMarielleEAnderson | Após o jogral virtual propomos a todas e todos que soltem seu grito de revolta nas janelas de sua casa. Que gritemos por justiça, o nome de Marielle, as perguntas que ninguém respondeu ainda: Quem mandou matar Marielle? E por quê?

Programação resumida
05h-10h – Amanhecer por Marielle
08h – Ação Anistia Internacional + “alarmaço” nas redes
10h – Estreia vídeo em homenagem à Marielle + twitaço #1000DiasSemRespostas
17h-20h – Lives e transmissões ao vivo por Marielle
21h30 – Jogral virtual por justiça para Marielle + Grito por Marielle nas janelas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: