Retomada Xokleng Konglui em São Francisco de Paula se encontra sob ameaça de reintegração de posse

Em inícios de dezembro, uma comunidade indígena Xokleng recuperou seu território ancestral situado na atual FLONA de São Francisco de Paula (RS). Lembramos que as FLONA de São Francisco de Paula se encontra sob ameaça de privatização o que talvez tenha accelerado a ação de reintegração de posse em desfavor da comunidade Indígena Xokleng que como nos comenta a advogada apoiadora Íris Guedes, aconteceu no dia 22 de dezembro.

No fim do dia 23, a juíza plantonista concedeu a liminar para reintegrar. No dia 24, o Oficial de Justiça compareceu ontem na retomada, no período da manhã, notificou e se retirou do local.

A DPU está nesse momento prestando assessoria jurídica para comunidade que aguardo então a interposição de novo recurso.

A memória do povo Xokleng em relação ao local recuperado é impressionante, descendentes do guerreiro Veitshá Téie, os Xokleng ali presentes sentem na sua pele os antepassados clamando pelo seu retorno. Kullung Téie Xokleng conhece de pé a cabeça o território e suas histórias desvelando assim o apagamento histórico dos indígenas na região.

Além da memória oral dos Xokleng, vários pesquisadores já registraram a história desse povo na região. Recomendamos para mais informações o livro do historiador Lauro Perreira da Cunha “Índios Botocudos no campo de cima da Serra (RS)” assim como os diversos trabalhos do antropólogo Walmir Pereira, da antropóloga Italia Becker entre muitos outros que explicitam a importância histórica do local para esse povo assim como a perseguição e a violência à qual seus antepassados foram submetidos.

Apesar da reintegração de posse, os guerreiros estão decididos em permanecer no seu território e lutar para reconstruir uma vida digna e em harmonia com a mãe terra no espaço que foi roubado dos seus tataravós.

Os seus apoiadores também manifestaram sua solidariedade nessa caminhada!

Leia a nota da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil em apoio à retomada Xokleng (APIB).

Lembramos que a comunidade indígena Xokleng ainda precisa de apoio para se manter no seu território! Qualquer contribuição é bemvinda! Veja os cards abaixo! Também há pontos de arrecadação em Porto Alegre e região.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: