Teia dos Povos organiza formação política com a experiência dos Mestres e lideranças populares

É buscando fortalecer as redes entre organizações e grupos que lutam pela Terra, pelo território e pela Vida,que a Teia dos Povos organiza nesse mês de fevereiro uma formação ṕolítica online! A Teia se define como:  “uma articulação de comunidades, territórios, povos e organizações políticas, rurais e urbanas.

Extrativistas, ribeirinhos, povos originários, quilombolas, periféricos, sem terra, sem teto e pequenos agricultores se juntam, enquanto núcleos de base e elos, nessa composição com o objetivo de formular os caminhos da emancipação coletiva. Ou seja, construir solidariamente uma Aliança Preta, Indígena e Popular”.

No seu canal do Youtube já se encontram disponíveis às 3 primeiras sessões. Cada uma dela corresponde à fala de uma liderança (ou Mestre) que, desde seu território em luta, busca compartilhar experiências e trazer orientações para quem estiver afim de ir ampliando e contribuindo com o fortalecimento da rede dos povos em luta.

“Por Terra e Território, caminhos da Revolução dos povos no Brasil” também é o nome do livro escrito por Mestre Joelson e Erahsto Felicio. Aqui encontram-se as primeiras palavras e em breve iremos difundir o lançamento!

Deixamos aqui os três vídeos e recomendamos a visualização!

1 – Mestre Joelson

Nesta primeira aula, Mestre Joelson (MST, Assentamento Terra Vista) conversará sobre a Organicidade da Teia, refletindo como construir os Núcleos de Base e os Elos da Teia, que conformam a luta política de nossa articulação.

2 – Terra, mulheres e lutas na cidade com Dona Mira (MSTB)

Dona Mira Alves é liderança do Movimento Sem-Teto da Bahia (MSTB) e possui décadas na organização do povo na periferia de Salvador. Lutando por moradia popular, Dona Mira tem uma reflexão amadurecida sobre a importância da terra e do meio ambiente para nossa gente que tem se amontoado nas cidades brasileiras. Ela vai discutir também uma realidade de quase todos os movimentos populares no país: o protagonismo das mulheres na organização popular.

3 – Autonomia desde o território com Neto Onirê

Neto Onirê é lideranã da Brigada Ojeffersson do MST na Bahia, onde ele articula 10 comunidades campesinas, assentamentos sem-terra. Sua reflexão orbita a necessidade do próprio povo se libertar ampliando suas condições de vida e autonomia desde seu território. Iniciando pela tomada de terra, Neto refletirá sobre o que fazer depois de quebrar a cerca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: