Brasil unido exigindo a saída de Jair Bolsonaro

A manhã de sábado amanheceu nublada e fria, com os boletins de meteorologia prevendo chuva intensa para as horas que se seguiriam, o quê de forma alguma foi um impeditivo para que milhares de pessoas saíssem às ruas de Porto Alegre, em manifestação, pedindo a saída do Presidente da República, Jair Bolsonaro, à exemplo do que ocorria pelas demais capitais brasileiras e centenas de outras cidades pelo Brasil e pelo mundo!

Como que incorporados pelo mesmo espírito de indignação, os gritos pungentes de “Fora Bolsonaro”, Bolsonaro Genocida”, “Assassino”, ” Vacina Já”, ecoaram pelas ruas do centro da capital gaúcha. Concentrada no Largo Glênio Peres, em frente ao Mercado Publico, uma multidão já se fazia presente na Esquina Democrática, no Paço Municipal e pelas ruas adjacentes, com faixas, bandeiras, cartazes, desde o início da tarde.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O ato, organizado por sindicatos, grupos de enfrentamento e de denúncia contra a violência e desigualdade social, movimentos sociais e, também, por organizações da sociedade civil, teve início às 15h. Palavras de ordem, discursos inflamados, grandes batucadas e intervenções artísticas – como a realizada pela Cambada de Teatro e Ação Direta Levanta Favela – deram o tom da mensagem ao Presidente e seu desgoverno. Sob a gestão Bolsonaro – acusada de caótica, miliciana e desrespeitosa à vida, sem políticas contundentes diante da pandemia de Covid-19 -, o Brasil já contabilizou 500 mil mortes de acordo com os números oficiais.

Intervenção do Levanta Favela. Foto: Caio Monçalves

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

De acordo com os organizadores, mais de 50 mil pessoas participaram da manifestação, superando o ato realizado no dia 29/05, que teve o número de manifestantes estimado em 30 mil. Mesmo com a chuva, a multidão saiu em passeata pela Av. Mauá até a Usina do Gasômetro, onde fez uma parada e depois rumou até o largo Zumbi dos Palmares, na Cidade Baixa, local em que se concentrou até o final do ato.

Foto: Laurence West

Policiais da Brigada Militar e da Guarda Municipal e EPTC, embora presentes, se mantiveram à distância, limitando-se, pelo menos durante a caminhada, a organizar o trânsito. A manifestação teve ampla cobertura realizada pelos vários grupos de mídia independente, todos conectados em rede nacional, transmitindo em tempo real, através da Internet e das redes sociais.

Acompanhe outros registros e relatos de Porto Alegre nos canais do Deriva Jornalismo e Repórter Popular. Confira também a cobertura independente em capitais como Curitiba, Belém. São Paulo e Rio de Janeiro. Acesse os canais da Mídia Independente Coletiva (Face, Instagram), Rede de Informações Anarquistas (Facebook, Instagram, Twitter), CWB Resiste (Instagram e Facebook), Bombozila (Instagram e Face), Mangueio (Facebook), Witness Brasil (Instagram e Facebook) e pp documentário (Instagram).

 

 

Produção e Reportagem: Paulinho Bettanzos
Edição: Bruno Pedrotti.
Fotos: Rafael Berbigier de Bortoli, Caio Monçalves, Tinakamo e Laurence West.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: