A democracia despedaçada ameaçada!

Estamos à beira de um golpe de Estado perpetrado com o apoio das forças policiais do nosso país? Tipo na Bolívia, tal qual Colômbia? Os novos agentes que ameaçam nossa frágil democracia são aqueles que cuidam da “segurança” do nosso dia a dia?

Em uma conversa sobre poder coercitivo, realizada pelo Coletivo Catarse com Marcos Rolim, sociólogo e professor do Mestrado em Direitos Humanos na UniRitter, e Leonel Radde, policial antifascista e vereador na cidade de Porto Alegre, tivemos um panorama inicial sobre o que constituiria esse poder, quais suas estruturas, limites e quais os desafios que enfrentamos ao gerir esse quase (ou não tão quase) Estado paralelo, com milhares de pessoas armadas, com sua própria lógica, política e hierarquias.

Não assistiu à live? Está aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: