A flexibilização da vida

Por Grêmio Antifascista:

A flexibilização dos protocolos sanitários da COVID no estado e na capital que ampliam os horários de bares e de restaurantes e já não restringem a distância entre as pessoas está abrindo espaço para a última etapa de normalização da pandemia fechando os olhos para as mais de 570.00 vidas até o momento ceifadas pelo vírus.

No dia 15 de Agosto de 2021 a assessoria de imprensa do Grêmio veio a público informar a torcida e aos demais interessados que tomou ciência do fato que jogadores, após a derrota para o São Paulo, foram comemorar o aniversário do zagueiro Paulo Miranda, e ainda de acordo com o clube, a festa foi organizada dentro das normas municipais vigentes de protocolos sanitários e com limites de convidados.
Essa notícia causa muita indignação por parte de alguns dos torcedores, pois não podemos deixar de lembrar que após a conquista do Campeonato Gaúcho sobre o Inter tivemos aglomeração no vestiário sem nenhuma preocupação com o uso de máscaras, o que muito provavelmente ocasionou o contágio e posterior falecimento por COVID do funcionário Valdeci Coelho – sem contar a massiva contaminação de boa parte do plantel.
O clube deveria (re)lembrar desse fato e cobrar uma postura mais responsável dos jogadores e não soltar uma nota minimizando a festa pois isso desrespeita a memória dos funcionários do clube e das vítimas fatais do vírus de modo geral. Lembrar que os jogadores têm familiares que são mais vulneráveis e devem ser protegidos para que não aconteça a mesma tragédia que aconteceu com o Ricardinho que perdeu o seu pai e o seu avô por complicações do vírus.
Não estamos em momento de comemoração e ainda precisamos manter ativa a postura de isolamento àqueles que for possível ou, pelo menos, buscar a diminuição de ocasiões que aumentem as chances de contágio. O problema não está, portanto, nos jogadores estarem alegres com a situação triste que passa nosso Grêmio, mas sim o quanto essa festividade coloca em risco de contágio de uma pandemia que ainda está matando milhares de pessoas ao redor do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: