Semente de Marielle na luta pela moradia digna

Na madrugada entre sexta e sábado (entre os dias 29 e 30/10) mais de cem famílias ocuparam uma área no município de Sapucaia do Sul. O terreno em que se montou o acampamento pertence ao governo do estado e foi comprado para reassentar famílias atingidas pela duplicação da BR 118. Já que o projeto de moradia do poder público não foi executado, famílias e movimentos ocuparam a área.

A ação foi realizada entre meia noite e uma da manhã. Tochas de taquara iluminaram o caminho que cruzava a Ocupação Marielle, entrava em uma trilha atravessava a mata ciliar e um riacho e terminava em uma área de campo com capões de mato repletos de árvores nativas como Butiazeiros e Maricás. Por volta das 3 horas da manhã a lua minguante somou seu brilho ao do cruzeiro do sul e de tantas outras constelações que se revelavam na noite amena e de céu limpo, iluminando as barracas de lona preta.

Com  450 famílias, a Ocupação Marielle divide com a Ocupação Semente de Marielle não apenas o nome em homenagem à vereadora negra assassinada no Rio de Janeiro, mas também o terreno do governo do estado. A partir da necessidade de moradia digna dos familiares dos moradores e moradoras da Ocupação Marielle – que já resiste no terreno a mais de 6 anos – foi plantada a nova ocupação.

Fruto do trabalho e da mobilização das famílias em busca de moradia, da Ocupação Vila Esperança de Gravataí, de militantes da Frente Nacional de Lutas, do Juntos! do Mãos Arquitetura e Território, entre outros apoiadores e apoiadoras, o acampamento luta pela moradia digna e convoca a todas as pessoas que puderem fortalecer essa resistência, seja visitando o local ou doando alimentos, lonas e outros materiais.

As doações podem ser feitas na Cooperativa 2 de junho, na avenida Borges de Medeiros 982 no Centro de Porto Alegre; no escritório do Mãos Arquitetura Terra e Território localizado na rua Demétrio Ribeiro 860 Centro de Porto Alegre; na rede Emancipa – na sede do centro, na Rua Riachuelo1339 sala 1001  de segunda à quinta das 15h até as 19h – ou na sede do bairro Restinga, que fica na Avenida Vereador Milton Pozzolo de Oliveira número 41 (rua da quadra do Estado Maior da Restinga). Em Sapucaia do Sul, as doações podem ser entregues na Rua Pedro Johan, 116, bairro Pasqualini. Para mais informações e contato dos pontos de coleta, acesse as redes da Frente Nacional de Lutas RS (Instagram, Facebook).

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: