Texturas Siderais – WA/OST

Por Paulinho Betanzos

Em janeiro de 2020, em meio à efervescência de um verão quentíssimo, com um milhão de atividades pra conduzir, me aparece uma oportunidade sem precedentes em toda a minha carreira como artista e músico: produzir uma trilha sonora completa para a montagem de uma peça de teatro que seria lançada em maio do mesmo ano! O projeto que fazia parte do Transit, que é uma iniciativa do Instituto Goethe para aproximar autores alemães aos produtores teatrais locais, naquele ano havia elegido a obra Wonderland Ave, da escritora alemã Sybille Berg. Texto complexo, profundo, ambientado em um futuro distópico e sombrio, com a Terra devastada por desequilíbrios ecológicos, guerras, epidemias e seres humanos controlados por máquinas em cada detalhe de suas vidas!

Falando em epidemias, nenhum de nós, que estava participando do projeto, sequer suspeitava que o mundo ia parar dali há algumas semanas pela eclosão de uma pandemia global, causada pelo SARS Covid-19. Como a vida imita a arte e vice-versa, acabamos, nós mesmos, presos em nossas casas, com as nossas vidas sendo robotizadas por entrefaces eletrônicas e algorítimos perscrutando nossas mentes e nossos corações. Como todos recordam, o mundo simplesmente parou!!! Seguiram-se meses de uma angustiante e infindável espera! Com todas as casas de espetáculo, teatros e outros palcos fechados, me resignei a tocar outros projetos dentro das possibilidades e dos rigores que a pandemia exigia.

Seguimos nos encontrando virtualmente, o diretor, o elenco, os técnicos e eu, para seguir mantendo a liga, até que no mês de setembro daquele ano, veio o sinal verde do Instituto Goethe para tocarmos adiante o nosso espetáculo, só que os planos haviam mudado consideravelmente. Obviamente não poderia ser um espetáculo presencial em função da pandemia, ou seja, teria que ser uma mescla entre teatro e audiovisual e teria que estar pronto em dois meses!
Foi uma correria doida mas aceitamos esse desafio coletivamente! Arregaçamos as mangas e nos jogamos no trabalho de forma frenética! O resultado foi um filme de 50 minutos, gravado, separadamente, cada cena na casa de cada um dos atores (seguindo todos os cuidados sanitários!), que depois, em estúdio, seria montado como um quebra-cabeça. Minha contribuição para este espetáculo virtual, que era compôr a trilha, surgiu após um mês de “gestação”, momento no qual mergulhei de cabeça no texto de Sybille Berg e, também, no trabalho de Edvard Artemiev, o grande compositor soviético/russo, pioneiro da música eletrônica, e nessas obras busquei alimento e inspiração!

Paulinho Betanzos na produção da trilha sonora de WA/OST

E eis que em dois dias ficaram prontas nove músicas e dez efeitos sonoros, em um trabalho profundamente exaustivo, mas cujo resultado teria que ser apresentado. Em novembro apresentamos o espetáculo!
São músicas com clima hiper denso, sombrio e melancólico, seguindo o enredo pós-apocalíptico do texto original de Sybille mas que, também, expressam a tristeza e a solidão que eu mesmo sentia naquele momento! Trata-se de minha primeira trilha sonora completa para um espetáculo e, também, meu primeiro trabalho completo de música eletrônica! Ou seja, apesar de toda a angústia e distanciamento, acabei realizando dois antigos sonhos meus em uma única obra!

Ao produzir este trabalho (composição, arranjos, gravação, mixagem) me utilizei de um poderoso software livre, o sintetizador ZynFusion, ligado à um controlador MIDI Korg-Nano Key2 e um Akai-LPK25, conectados à um MacBook Pro, rodando, obviamente, um Linux!

Para finalizar quero deixar registrado todo o meu carinho e o meu respeito às pessoas que participaram deste espetáculo e à quem, humildemente, dedico esta obra: Leandro, Billy, Márcia, Marco, Paulo Roberto, Zé Renato, Sílvia e Coletivo Catarse.

Equipe de WA/OST, sobre a obra Wonderland Ave
Equipe de WA/OST, sobre a obra Wonderland Ave

Todas as músicas estão disponíveis no Sound Cloud e foram licenciadas pela CreativeCommons, ou seja, podem ser usadas livremente por qualquer pessoa em qualquer trabalho de forma gratuita, bastando apenas citar o autor!
Como produzo as minhas músicas de forma independente, peço aos que se interessarem (e que puderem!) que considerem a possibilidade de dar suporte para este e outros projetos meus, que já estão em andamento!

Estou deixando minha chave PIX, abaixo, para quem quiser/puder apoiar com algum recurso financeiro, com a quantia que quiserem/puderem:
bettanzos@gmail.com
Compartilhem!!!
Link do SoundCloud:
https://soundcloud.com/paulinho-bettanzos/sets/wa-ost

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: