Arquivo da categoria: Heavy Hour

Heavy Hour 68 – 03.12.19 – Heavy Hour abortista e à serviço de Satã! – segundo o governo Bozo…

Iniciando o mês da efeméride cristã, o Heavy Hour volta às suas origens celebrando a banda matriz do Heavy Metal, o Black Sabbath! Calma, calma, fã do HH… Estamos nos reenergizando depois de mais de ano e meio de pauleiras semanais, curtindo a pauleira master Sabática, tentando explicar o mundo avesso que estamos vivendo através de músicas que atravessaram as décadas e nos influenciam para além das lentes da política. Cultura de subversão ao sistema, sempre, o Heavy Metal não será dominado pelos cidadãos de bem. Eles nunca entenderam nada e não serão donos de nada! Então, neste final de ano, a gente inicia um processo de conversar sobre as bases desta vertente pesada, movimento musical e cultural que inspirou a existência deste programa. Assim, pretendemos levar diversão e reflexão, em um momento em que tudo que pareça contracultura é atacado pelo obscurantismo. Então, Heavy Hours, aproveitem a nossa conversa de bar, curtam esta banda fantástica e aguardem que semana que vem tem mais TRONCO METALEIRO, com a raiz de todo o mal!!!

Setlist:
Black Sabbath – Paranoid
Hed(Pe) – Sabbra Cadabra
Black Sabbath – Dehumanizer
Sepultura – Symptom of the Universe
Black Sabbath – Disturbing The Priest
Black Sabbath – Children of the Grave from The End
Black Sabbath – God Is Dead
Black Sabbath – Sweet Leaf
Black Sabbath – Snowblind
Faith No More – War Pigs

Heavy Hour 67 – 25.11.19 – Para saber bem o que está acontecendo no Chile e latinoamerica

Heavy Hour das profundezas do caso chileno, de 1973 e de agora, desde os anos 80 e das lutas contra 30 centavos de peso nas passagens e os 30 anos de abuso contra a vida das populações. Lutas no Chile e na América, lutas que reverberam por várias instâncias: das barricadas anarquistas dos Linhas de Frente e seus perros matapacos até a institucionalidade de um Juiz de Garantia, figura diferenciada no modelo de justiça chileno. Na sede do Coletivo Catarse, recebemos Daniel Urrutia, chileno e juiz, que nos traz a narrativa direta de vários fronts – oficiais, históricos, de ruas e pessoais, e colabora para uma maior compreensão dos processos de ataque em nossa terra. Agradecemos novamente aos Juristas pelas Democracia e convocamos a toda gente a acompanhar essa narrativa pelo Heavy Hour e também no site do Coletivo Catarse, onde transcrevemos toda a conversa com Daniel. É textão? É! Mas quem quiser se informar por memes da internet vai construir sua manipulação e nós, do Coletivo e do Heavy Hour, trabalhamos pela emancipação através da informação!

Setlist:
Erasmo Carlos – É preciso dar um jeito meu amigo
Eu Acuso! – Nações
La Pozze Latina – Las Casitas del Barrio Alto
Mercedes Sosa – Duerme negrita
2x – La Fuerza Policial
Ratos de Porão – Canto Libre

Heavy Hour 66 – 18.11.19 – O Império contra-ataca!

Eles querem tudo, sempre, e, na realidade, na América Latina, o império nunca deixou de estar com a iniciativa para os assaltos em cima dos povos, territórios, riquezas naturais… Por algum tempo, parecia estar dormindo, mas Tio Sam tem paciência e, principalmente, muitos aliados e aliadas nessas terras de veias abertas. Depois de conversar sobre Venezuela, Chile, Bolívia e Brasil, precisávamos falar sobre o grande pai do norte, aquele que se arvora de polícia do mundo. No Estúdio Monstro, o time do Coletivo Catarse recebeu Guilherme Kranz, que é editor do Esquerda Diário, e, por áudio, mais uma contribuição do professor venezuelano Pablo Quintero, aumentando o nível de esquerdopatia e paranoia conspiratória de quem vive tão longe de deus e tão perto dos Estados Unidos.

Setlist:
America – A horse with no name
Neil Young – Rockin’ In The Free World
Hempadura – Liberdade
Paura – Gas Diplomacy
Molotov – Frijolero
Sakim de Kola – Vô Mito
David Bowie – This Is Not America
Malvina – The Anomie
Calle 13 – Latinoamerica

Heavy Hour 65 – 11.11.19 – Siempre de pié, nunca de rodillas!

No número 65 do programa Heavy Hour, a nossa parceira “Collita”, que cresceu no Kollasuyu, Bolívia, nos traz suas perspectivas sobre o que está acontecendo em seu país após a renúncia de Evo Morales. A luta do povo contra o colonialismo e o racismo não começa nem termina com a inclusão dos povos originários dentro do Estado, esta se faz nas ruas, agora e sempre! O papo está quente no estúdio, a companheira nos traz uma análise crítica e profunda das entranhas bolivianas e ressalta que essa luta vai além de uma briga entre partidos, é a expressão de uma luta anticolonial (e de classe) latente desde séculos! Participam também do programa, os ambientalistas da Associação Brasileira de Agroecologia, Renato Barcelos e Leonardo Melgarejo, que trazem suas perspectivas latino-americanas e apontam a um mundo em simbiose com o que Europa chamou de “natureza”. Mais um programa fodástico desde o Estúdio Monstro. Salve, Pacha Mama!

Na playlist:
Anthrax – Indians
Black Sabbath – War Pigs
Atajo – Nunca Más
Ruphay – Jacha Uru (El Gran Dia)
Tomatito e Luis Salinas – Aires
Rage Against The Machine – Calm Like a Bomb
Waldick Soriano – Eu não sou cachorro não

Heavy Hour 64 – 05.11.19 – 64 é agora!

Para cada projeto de ditardozinho furreco e seus AI 5, um Carlos Marighella e uma Marielle a lutarem pelo Brasil!

Em pleno aprofundamento do Estado de Exceção, que ataca, caça e mata indígenas, negros e negras, pobres das periferias, e permite que o presidente e sua trupe adulterem provas de crimes a olhos nús, sem que nada seja realmente colocado em seu caminho, o Heavy Hour traz essa discussão e também a memória do inimigo número 1 da última ditadura – Carlos Marighella, que nos inspira e nos avisa que, contra a violência do Estado, temos de ser fortes e reativos!

No Estúdio Monstro, a Defensora Pública Mariana Cappelari e o Historiador/Diretor Laurence West falam de seus desafios diários nos trabalhos em presídios e escolas, com o Direito e a História, contra o obscurantismo que nos obriga, esquerdistas revoltados, a defender a constituição como se fosse nossa tábua de salvação.

Clementine Tinkamó, Bruno Pedrotti, Marcelo Cougo e Gustavo Türck tocam mais um Heavy Hour, enquanto ainda é possível, nessa terra de mistérios e milícias.

Setlist:
Racionais MC’s – Carlos Marighella – Mil Faces de um Homem Leal
Chico Buarque e Milton Nascimento – Cálice
Violeta Parra – Miren como sonríen
Kae Guajajara – Espelho, espelho meu
Rage Against The Machine – Killing In The Name
Eu Acuso! – Choque de Ordem
Kreator – Pleasure to Kill
King Tubby – Jah Jah Dub