Arquivo da tag: Cris Cubas

Heavy Hour 50 – 30.07.19 – 50° HH da nova era! 15 anos de Coletivo Catarse! Quanta lambeção…


Neste programa, atingimos uma baita meta – a de empobrecer comprando ceva e cachaça a cada uma das 50 semanas de novo Heavy Hour! Afora isso, foram muitos temas interessantes expostos desde 10 de agosto de 2018. Muitos convidados passaram pelos nossos estúdios e uma bela rede de veiculação se formou. Dessa forma, decidimos celebrar nesta edição explicando um pouco de quem somos enquanto Coletivo Catarse e apresentando músicas exclusivas de nossas produções! Para além de alguns participantes antigos – tanto de coletivo como de Heavy Hour e da rede – estivemos Gustavo Türck e Marcelo Cougo na presença de Têmis Nicolaidis, Cris Cubas, Bruno Pedrotti e Paulinho Betanzos no Estúdio Monstro (com Zé da Terreira nos curtindo)! Ouves o programa e não sabe direito o que a gente faz? Então escuta este aqui e terás uma noção de uns 15% de nossa trajetória… Vá lambeção, hein?!

Setlist Marcelo Cougo:
Trilha do filme O Grande Tambor – A Princesa é uma Senhora
Trilha do filme Caligrafia – Cuidado e Delicadeza
Trilha do filme Carijo – Bem cedo um mate
Trilha do filme Laceiros Negros estão vivos – Eu e meus camaradinhas
Trilha do filme Crenças a Céu Aberto – Crenças a Céu Aberto
Trilha da websérie Tainhas no Dilúvio – Lições de Água
Trilha do filme O Grande Tambor – Suíte Senzala

Heavy Hour 36 – 22.04.19 – Mulheres: universos, labirintos e fortalezas

Neste programa, as mulheres vão falar, simplesmente, sobre quem são, vivendo nestes tempos de luta, por seus lugares de fala e ação no mundo contemporâneo. Que feminino é esse que urge e se transforma, neste ambiente de incertezas, de mudanças e de posicionamentos colocados, embora, ainda de muita hostilidade. Aceitando ao desafio de comandar a edição, estão marcando presença bem do jeito delas! Com apresentação de Têmis Nicolaidis e Cristiane Cubas, do Coletivo Catarse, e com as convidadas Kacau Soares, atriz, licenciada em História pela Política de Cotas na UFRGS, militante da cultura, trabalhadora da assistência social no programa Ação Rua; e Fabi Cre, mulher socióloga e mãe feminista; Ana Carolina Pereira, comunicadora, artista intervencionista e militante do movimento feminista. Na técnica, Gustavo Türck, e com os ouvintes direto no Estúdio Monstro, Marcelo Cougo, Billy Valdez, Guilherme Schröder e Airton Gregório. No apoio etílico, Cerveja Artesanal Macuco e Cachaça Caipora! Arte deste episódio feita sobre ilustração de Ekaterina Tutynina.

Setlist:
Eu Acuso! – Idade Mídia
Rita Lee e Zelia Duncan – Pagu
Elza Soares – Dentro de cada Um
Nina Simone – Four Women
Mayra Andrade – Ilha de Santiago
Mulamba – Mulamba
Gal Costa – Vaca Profana

Sobre o projeto Berço do Batuque no RS Mestre Borel – Toques e Cantos da Nação Oyó Idjexá

Patrocínio: Petrobras
Realização: Cadon – Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos Neves
Produção: Alabê Ôni
Apoio: Coletivo Catarse e Sete Sóis Produções Artisticas
Parceria: Fundação Cultural Palmares, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Sobre este vídeo:

Imagens atuais:
Têmis Nicolaidis e Mimmo Ferreira

Imagens de arquivo retiradas do documentário:
Ao Mestre com Carinho
Realizado por Associação Espiritualista Beneficiente Mãe Iemanjá e Cacique Guarani.

Conteúdo do DVD Alabê Ôni:
Coletivo Catarse de Comunicação

Edição:
Têmis Nicolaidis

Pesquisa:
Letícia Bauer

Design:
Rafael Sarmento

Tradução de LIBRAS:
Celina Xavier

FICHA TÉCNICA DO PROJETO

Coordenação geral: Richard Serraria

Direção musical: Mimmo Ferreira

Pesquisa: Letícia Bauer

Griô: Pingo Borel (Walter Mello Ferreira)

Direção de Produção: Cristiane Cubas

Artistas:
Richard Serraria, Mimmo Ferreira, Pingo Borel e Cristiano Rodrigues

Orientação Vocal: Marcelo Delacroix

Assessoria de imprensa: Adriana Bueno (nacional) e Adriana Martorano (local)

Comunicação Web e fotografIa: Náthaly Weber

Design gráfico: Rafael Sarmento

Videomaker: Têmis Nicolaidis

Tradução de LIBRAS: Celina Xavier

Tradução de BRAILE: ACERGS – Associação de Cegos do RS