Arquivo da tag: Heavy Hour

Heavy Hour 27 – 18.02.19 – se eu sou muito louco… eletrochoque!!! Será que internarão a todos?!

Na esteira do Ministério da Saúde desse golpe ridículo se movimentando para comprar zilhares de máquinas de eletrochoque e devolver ao SUS incumbências semelhantes às de, vejamos, décadas de 1960 e 1970 (hmmmm… ditadura militar?), quando estava em alta internar em manicômios “desajustados” e “loucos” – adversários políticos -, o Heavy Hour traz gente mentaleira pra conversar sobre saúde mental. A psicóloga Sandra Fagundes, ocupante de cargos importantes nas administrações pública estadual e federal, e o também psicólogo Márcio Belloc trocam ideias e nos apontam que “loucura” é essa que tá rolando. Livreiro Bolivar também dá a sua perspicaz dica da Bibliografia Social da semana, o livro “Discurso da Servidão Voluntária”. Ah, e alguns petardos musicais para embalar os papos não tanto em off do programa…

Setlist:
Locked Forever – Distraught
Earth Dies Screaming – Red Eye Flys
Meu amigo Pedro – Raul Seixas
Yo vengo a oferecer mi corazón – Duo Coplanacu
Tenderfly – Chet Baker
Balada do Louco – Arnaldo Baptista
Inner Self – Sepultura

Heavy Hour 26 – 13.02.19 – 2013, o ano em que tudo mudou! 2019, os coletes amarelos na França

Um programa pra reviver 2013 e entender um pouco do que está rolando na França hoje em dia. Esses movimentos todos são – ou foram – bons ou ruins? O encampamento pela direita dessas massas levou o Brasil ao fundo do poço em 2018 – os coletes amarelos correm este risco também? Conversamos com Oro Mendes, que fazia parte do coletivo responsável pela comunicação do Bloco de Lutas, que puxava a frente das manifestações de 2013 aqui em Porto Alegre. Também com a gente a antropóloga francesa Clementine Marechal, que esteve recentemente em sua terra natal e traz o seu panorama das lutas que se seguem por lá. Participação ainda do jornalista Alexandre Haubrich, autor do livro lançado em 2018 “Nada será como antes, 2013”. Nosso livreiro Bolivar (51-989.050.672) também dá a sua dica, o livro “Uma História Social da Mídia”.

Setlist:
Amanhã vai ser maior – La Digna Rabia
Envers et ontre tous – Tagada Jones
D1ST1 – Gilets Jaunes
Drone Wars – Warfect
Bella Ciao – Les Ramoneurs De Menhirs
Yele – Wyclef Jean

Heavy Hour 25 – 05.02.19 – segue o papo sobre Venezuela

Neste segundo programa sobre a josta que está rolando no país vizinho, trazemos novamente o professor e antropólogo Pablo Quintero, venezuelano, e Germano Molardi, jornalista, mestrando em sociologia na UFRGS e militante do PCB e da UJC, contrapondo visões de quem está observando um levante imperialista contra Maduro e de quem está aflito com uma situação que parece não haver uma saída que favoreça o seu povo. Mesmo assim, a concordância de que a intervenção sionista-estadunidense não deve ser uma opção. Participação também do professor do Departamento de Geografia da UFRGS e vocalista da banda La Digna Rabia, Marcelo Câmara. Livreiro Bolívar aparece de novo, no espaço Bibliografia Social, com mais uma dica de leitura e avisando de seu curso (faz contato com ele: 51-989.050.672).

Setlist:
Exu – Metá Metá
Latinoamérica – Calle 13
Fim da ditadura – Valete
Kill a celebrity – Ramallah
Eu não solto a mão – Carlos Hahn
Mandatory Suicide – Slayer

Heavy Hour 24 – 29.01.19 – Mas que porra é essa que tá rolando na Venezuela?!

A merda foi para o ventilador na Venezuela! “Agora é de verdade” – nos informa o professor e antropólogo venezuelano Pablo Quintero, que está com a gente passando um calor do caralho no Estúdio Monstro nesta edição do Heavy Hour (que terá um segundo capítulo semana que vem)! Discutimos bastante sobre a guinada nada progressista que o país vizinho vem sob o regime Madurista e que se contrapõe a todo grande trabalho realizado por Hugo Chávez, que colocou a Venezuela na vanguarda da esquerda mundial. Participa ainda por áudio enviado a cientista política Patrícia Parra, também venezuelana, mas já há mais de ano “morando” (sim!) na Argentina. Ela traça uma linha lógica, fatual e muito clara do que está acontecendo em seu país. No mais, derretendo nos microfones, o power trio do Coletivo Catarse completo em mais um Heavy Hour! Ah, e tem músicas também…

Setlist:
Mercado da Morte – Hempadura
Lithium – Nirvana
Levante – Mondo Calado
El Puerto – La Digna Rabia
Zapata – Guarapita
People Of The Sun – Rage Against The Machine

Heavy Hour 23 – 22.01.19 – midiatizando, mídia mainstream ‘versus'(?) alternativas de mídia, é isso?

No programa desta semana discutimos mídia, com a perspectiva de que iniciativas independentes estão aí como alternativas viáveis, e fazemos aqueeeeela crítica à mídia corporativa, mas também reconhecendo (ou não!) alguns avanços em alguns canais massivos, como a Rádio Guaíba, por exemplo. E por falar nesta emissora, há uma participação especial do jornalista Carlos Guimarães, e, no Estúdio Monstro, recém montado na nova sede do Coletivo Catarse, as participações de dois colaboradores do Repórter Popular e A Voz do Morro, Maria Fernanda Silva, professora, e Luís Gustavo da Silva. Por conexão direta na rede com Santa Maria, Edson Kah, da radioarmazem.net. Além, é claro, do nosso livreiro Bolívar, participando da discussão e dando mais uma dica de leitura no espaço Bibliografia Social da Graturck.

Apresentando este programa, Gustavo Türck e Marcelo Cougo, Billy Valdez não se fez presente desta feita. Ah! E teve músicas também…

Setlist:
Lost – Death Angel
Televisão – Titãs
Farsa Nacionalista – Ratos de Porão
Lucro – BaianaSystem
Dazed and Confused – Led Zeppelin
Pedras e Sonhos – El Efecto