Arquivo da tag: Tainhas no Dilúvio

Existem Tainhas no Dilúvio – matéria do Jornal do Comércio

Foto: Luiza Prado/JC
<em>Pedro Carrizo</em>

As pessoas se distanciam cada vez mais de uma possível Porto Alegre sustentável quando o sentimento de estranheza determina sua relação com o meio ambiente. Exemplo disso é o fato de não conceber a ideia de que há vida no arroio Dilúvio, e sim apenas sua poluição. Em contrapartida à teoria desenvolvimentista, o Coletivo Catarse e o Grupo Cinehibisco lançam a websérie Tainhas no Dilúvio, com a proposta de explorar iniciativas de preservação ambiental e discutir o papel da comunidade nos grandes centros urbanos. A websérie mistura ficção e documentario para contar uma história dividida em nove episódios, nos quais são protagonistas a cidade e a personagem Janaína.

Antagônica à lógica imposta e integrada ao meio ambiente, Janaína, interpretada pela atriz Ana Rodrigues, é uma personagem com um estilo de vida comum a muitas pessoas. A protagonista da websérie Tainhas no Dilúvio representa uma cidadã em busca de novas alternativas para a vida urbana e, de acordo com os realizadores do projeto, podemos encontrar gente como ela em qualquer lugar da cidade. É aquele tipo de pessoa que faz sua parte, não busca se impor a ninguém e tem papel fundamental no estímulo para a vida sustentável.

Leia a matéria na íntegra no site do Jornal do Comércio

Tainhas no Dilúvio – Episódio/cena 8: tem tainha no dilúvio

Será que a questão é o ponto de vista?
De um lado se aceita a poluição porque traz progresso e empregos.
De outro, se elegem inimigos públicos que viram exemplo, mas que, na realidade, não estão em
conflito com a Natureza – estão dentro dela, vivendo seu papel de ser dentro de um ecossistema.
A contradição fica evidente pela priorização de se penalizar o mais fraco.
E as pessoas passam a aceitar “ao natural” que o riacho vire valão, esgoto a céu aberto. Pela repulsa
que isso gera, nem olham mais para baixo, não enxergam nada ali a não ser putrefação.
E o espanto se torna regra, quando percebem que a vida persevera naquela água – não é água e
peixes misturados no esgoto e dejetos químicos, é esgoto e dejetos químicos jogados na água, no
riacho!

Isso não é um acidente.

Assista ao episódio de hoje: tem tainha no dilúvio.

Tainhas no Dilúvio – Episódio/cena 4: (i)mobilidade

O meio ambiente em uma cidade grande – até mesmo média – nunca é prioridade. Praticamente todas têm pelo menos um rio que a atravessa ou que a faz margem, e todas estas despejam seus dejetos no mesmo. O tempo vai passando, a cidade crescendo, “urbanizando”, e as reclamações não são mais sobre a poluição do rio ou do riacho, mas do valão, do esgoto a céu aberto. Ninguém mais lembra que ali pode ter – e tem! – vida.

Mas como perceber essa paisagem por detrás de um volante? Como contemplar uma possível beleza nos últimos suspiros da vida em águas encarnadas de esgoto químico, se o vai e vem frenético dos seres motorizados dá caminhos certos bem longe da natureza?

A singeleza de um caminhar e de um andar de bicicleta pode, sim, mudar as cidades, realçar a percepção de quem ouve, ao invés das buzinas das rádios que vendem uma vida hermética e clean, o ar passando, a água correndo e, sim, até mesmo a sinfonia dos motores se somando à orquestra natural que resiste em tocar.

Assista ao episódio de hoje no site do projeto Tainhas no Dilúvio.

Tainhas no Dilúvio – Episódio/cena 2: o andar de cima

 

Na cidade, às vezes as pessoas procuram as soluções que aparentam ser as mais fáceis para resolver pequenos problemas. Encher um ambiente de veneno, por exemplo, “naturalmente” é melhor para se livrar de mosquitos do que manter um vaso de capim citronela.

Em outra escala, no urbanismo de grandes cidades, resolver o problema de calçamento das ruas leva direto ao pensamento do impermeável asfalto.

Assista ao segundo capítulo da websérie: o andar de cima.

 

 

 

Tainhas no Dilúvio – Episódio/cena 1: na cidade, em casa

Tainhas no Dilúvio é um curta-metragem que está sendo lançado hoje em formato de websérie. Ao longo de 9 semanas você poderá acompanhar um novo episódio/cena deste filme e, também, acessar no site do projeto informações para uma cidade mais sustentável a partir de iniciativas que já estão em prática em diversas partes do mundo.

Acesse: www.tainhasnodiluvio.com.br

Uma realização Coletivo Catarse e Cinehibisco com o apoio do Fundo Socioambiental CASA

Episódio de hoje: na cidade, em casa