A ordem de correr

(por Lena Khalaf Tuffaha – direto da Faixa de Gaza – julho de 2014)

Eles ligam para nós
Antes de jogar as bombas
O telefone toca e alguém que sabe meu primeiro nome fala em um árabe perfeito “é o David”
E no meu estupor de explosões sonoras e sinfonias de vidro estalando ainda soando em minha cabeça
Eu penso “eu conheço algum David em Gaza?”
Eles nos ligam para dizer
Corra.
Você tem 58 segundos a partir do final dessa mensagem.

Sua casa é a próxima.
Eles pensam nisso como uma forma de cortesia de tempos de guerra. Não importa se não existe um lugar para onde correr.
Não significa nada que as fronteiras estejam fechadas e os teus documentos não valem nada e te marcam uma sentença perpétua nessa prisão à beira-mar e os becos são estreitos e existem mais vidas humanas empilhadas umas às outras mais que em qualquer outro lugar na terra
Apenas corra.

Nós não estamos tentando te matar
Não importa que você não pode ligar de volta nos dizer
Que as pessoas que nos queremos pegar não estão na sua casa que não tem ninguém aqui exceto por você suas crianças que estão chorando pela Argentina repartindo a última fatia de pão da semana contando as velas que ainda tem para quando faltar luz.

Não importa que você tem crianças.
Você vive no lugar errado
E agora é a sua chance de correr para lugar nenhum.
Não importa
Que 58 segundos não são suficientes
Para achar o seu álbum de casamento
Ou o cobertor preferido do seu filho
Ou o formulário quase completo de inscrição na universidade da sua filha
Ou os seus sapatos
Ou para juntar todo mundo de casa.
Não importa o que você planejou.
Não importa quem você é
Prove que é humano
Prove que pode ficar em pé
Corra.

(do perfil do facebook de Yafa Palestina)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *