Arquivo da tag: Educação

Ponto de Cultura Ventre Livre está de volta!

Após intensa luta, finalmente será possível dar sequência efetiva ao projeto Ventre Livre! Neste mês, após 4 anos de espera pelos repasses de conveniamento com o Governo do Estado, dezenas de Pontos de Cultura reiniciaram suas atividades em vários municípios do Rio Grande do Sul. E com o Coletivo Catarse não foi diferente. A partir do final desta semana, início da semana que vem, passarão a ser divulgadas as programações de oficinas e demais atividades do Ponto.

A equipe gestora passou o mês ajustando tudo para início em novembro, fazendo hoje o relançamento do site e remodelando a identidade visual do Ventre Livre à nova conjuntura.

Fique atento aos canais do Coletivo Catarse e ao site pontodeculturaventrelivre.com.br. Vai lá conhecer o que já foi feito!

Heavy Hour 60 – 08.10.19 – Escola tem que ser livre! “Sem partido”, uma ova…

Num momento total de recrudescimento do fascismo, a educação não poderia deixar de ser uma das frentes de resistência. Por mais incrível que possa parecer, há movimentos lutando para manter o ambiente de ensino democrático – não, não é o tal do Escola Sem Partido, que é exatamente o contrário do que se denomina. Aliás, algo muito comum com o pessoal da direita, que usa termos como “liberdade”, mas na real querem é acabar com os direitos das outras pessoas… Nesta semana, portanto, recebemos, no Estúdio Monstro, Perla Santos, do Coletivo Meninas Crespas e professora da rede municipal de Porto Alegre, Russel Rosa, professora e integrante do Coletivo Escola sem Mordaça, e Renato Nakahara, advogado e da Associação Mães e pais pela Democracia.

Setlist:
Iron Maiden – Be quick or be dead
Metallica – Whiskey in the jar
Nico Nicolaiewsky – Flor
Patti Smith Group – Because the night
Midnight Oil – One country
Sick of it All – Step down
Andrea Bak – Dororidade
Korn – Another brick in the wall

Heavy Hour 41 – 28.05.19 – Alvo dos patifes

E os patos viraram patifes. Depois de vestirem suas camisetas da CBF e conseguirem dar suporte a um golpe engendrado nos manuais da CIA, eles voltam às ruas e apontam suas armas diretamente ao seu mais novo inimigo: a educação! Sim, muitas – nem tantas – pessoas se fantasiaram novamente e trataram de contra-marchar apoiando seu presidente, a ignorância e o ideologismo racista e fascista – tudo abertamente. Neste programa, desvelamos a marcha dos patifes pela história de 3 antropólogxs: Cleyton Rocha, do Macapá, capital do Amapá, Lucy Cavalcante, de Caucaia, no Ceará, e Bruno Domingues, de Barcarena, interior do Pará. Todos negrxs e mestrandos da UFRGS – bolsistas ou não, de cotas ou não, são aqueles com a mira do ódio em suas paletas. Na condução do programa, o power trio do Coletivo Catarse recebe o reforço – permanente? – de Clementine Marechal, também antropóloga e de espírito de luta ativo.

Setlist:
Eu Acuso! – Marcha dos Patifes
Maria Bethânia – Carcará
Vitor Jara – Movil Oil Special
O Rappa – Minha Alma
Belém Pará Brasil – Mosaico de Ravena
Slave in Hell – W.O.E.
Possessed – Graven
Rockin 1000 – Smells Like Teen Spirity