Carijo: produção artesanal de erva-mate

Acontecerá em Panambi nos dias 12 a 14 de outubro de 2012. Participe e saiba mais sobre o projeto Carijo – Herança do conhecimento ancestral na fabricação artesanal da erva-mate.

  O consumo de erva-mate no Rio Grande do Sul e em outros estados e países que mantêm este costume provém de uma história há muito já deixada de lado. Milhões de pessoas saboreiam o mate sem saber que é uma prática iniciada por índios e que contém, na sua produção artesanal, um ritual. Para celebrar e compartilhar este conhecimento ancestral, será realizada uma CARIJADA, em Panambi, nos dias 12, 13 e 14 de outubro. Será um momento para conhecer e participar de todo o processo de produção, que vai desde a colheita das folhas até sua secagem e posterior moagem – tendo como uma das ferramentas básicas para a secagem a estrutura chamada CARIJO. Será também uma oportunidade para o encontro de pessoas com diferentes culturas e vivências, que têm na erva-mate e no chimarrão um interesse e um hábito em comum.

Programação

Dia 12 de outubro – sexta-feira

10h – coleta, que segue até o início da tarde

12h – recepção dos participantes

14h – almoço coletivo

16h – fim da coleta

17h – início do sapeco

19h – colocação dos feixes sapecados no Carijo

19h às 7h – ronda (música e roda de conversa)

Dia 13 de outubro – sábado

7h – retirada da erva do carijo, seguindo para o cancheamento e soque

À noite festa no salão comunitário

Dia 14 de outubro – domingo

Partilha da erva-mate e retorno.

Para mais informações: www.projetocarijo.com.br

Inscrições
As inscrições são gratuitas. Os interessados em participar da carijada devem enviar para o e-mail contato@projetocarijo.com.br, até o dia 28 de setembro, as seguintes informações:

Nome completo
Telefone para contato
E-mail
Vai precisar de transporte até Panambi? Se sim, enviar RG/CPF
Vai participar de todos os dias (12, 13 e 14/10)?
Vai acampar?
Gostaria de receber por e-mail as atualizações do projeto?

Transporte
No dia 12 de outubro sairá um ônibus da UFRGS. São 46 lugares com o deslocamento gratuito. Para quem desejar ir nesse ônibus, é preciso confirmar até o dia 21 de setembro.

Localização
Linha Gramado, a 18km do centro de Panambi.
Clique aqui para visualizar a área.

Camping e estrutura do local
O sítio do Seu Luís (Amigo) e da Dona Conceição, onde ocorrerá a carijada, tem espaço para acampar, então, é só levar a barraca e os apetrechos que você costuma usar em acampamentos. No local, haverá banheiros secos e chuveiros ao ar livre. Prefira usar sabonete biodegradável ou neutro. Leve prato, talheres e caneca. Haverá estrutura disponível para cozinhar.

Refeições coletivas
Os cafés da manhã e da tarde e o almoço de sexta são por conta da organização, mas as demais refeições são de responsabilidade dos participantes. No sábado à noite tem jantar dançante no salão da comunidade, próximo ao local da carijada, a R$12,50 por pessoa (favor confirmar na inscrição se pretende jantar para reserva de convite).

Projeto junto ao IPHAN e filmagem da carijada

A Carijada é promovida pelo Coletivo Catarse, em parceria com o biólogo Moisés da Luz, Seu Luís e Dona Conceição (proprietários do sítio) para o projeto Carijo: Herança do Conhecimento Ancestral na Fabricação Artesanal da Erva-Mate, financiado pelo Edital de Patrimônio Imaterial do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, com apoio da Prefeitura Municipal de Panambi e da UFRGS. A Carijada será filmada e todos os participantes serão solicitados a ceder o uso das suas imagens para o projeto.

O projeto consiste na realização de um filme documentário em longa-metragem sobre a metodologia de fabricação artesanal de erva-mate com o carijo, as implicações, relações e desdobramentos deste conhecimento ancestral, utilizado atualmente por agricultores familiares no Rio Grande do Sul. A circulação do filme permitirá a disseminação do conhecimento de uma prática tradicional, carregada na própria história do estado, que remonta à época da dominação indígena no território. Também serão produzidos um vídeo didático sobre a montagem de um carijo, uma cartilha com a descrição da história da produção da erva-mate e uma trilha sonora com canções originais. Além disso, haverá a publicação de um livro sobre a temática, a partir de revisão bibliográfica e com base na dissertação de mestrado Carijos e Barbaquás no Rio Grande do Sul: Resistência Camponesa e Conservação Ambiental no Âmbito da Fabricação Artesanal de Erva-Mate, de autoria do biólogo Moisés da Luz, coordenador técnico e pesquisador deste projeto, que dá o lastro científico a todo o processo de trabalho.

Para acompanhar o projeto e saber mais informações acesse: www.projetocarijo.com.br

Contatos da produção:

Jefferson – (51) 9835.9760
Têmis – (51) 9298.7293
Coletivo Catarse (proponente do projeto) – (51) 3012.5509 – www.coletivocatarse.com.br

 

Realização:

 

 

Patrocínio:

 

2 thoughts on “Carijo: produção artesanal de erva-mate”

    1. Não, Vitor.
      Somos uma produtora audiovisual.
      Mas você pode tentar entrar em contato com a Emater e com a Câmara Estadual do Mate pra ver como fazer este tipo de comercialização, que é bem difícil em virtude de barreiras sanitárias que favorecem a industrialização da erva – e que fazem a gente ficar à mercê do cartel das indústrias que pratica preços abusivos aos consumidores e aos que plantam os ervais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *