“na hora de fazer baderna e quebrar as coisas (os manifestantes) são machinhos, mas, depois, não abraçam nada”

Esta é a frase de um brigadiano registrada na invasão da polícia ao bar Garibaldi em ação para prender manifestantes após ato contra o valor das tarifas do transporte público em Porto Alegre e em solidariedade às manifestações do Rio de Janeiro e São Paulo.  

Veja o vídeo que está circulando nas redes sociais:

Leia matéria sobre a noite da manifestação na página do Brasil de Fato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *